A Rádio Cultura, acompanhando a inovação tecnológica da radiodifusão brasileira, anunciou nesta quinta-feira (21) a data para a migração da sua frequência de Amplitude Modulada (AM), para Frequência Modulada (FM). 

A migração será no dia 7 de outubro, primeiro sábado do mês, dia de Nossa Senhora do Rosário, na Praça Lauro Müller, data em que ocorrerá a virada de chave para a frequência Cultura FM 93,9.  A emissora, a partir desta data, continuará transmitindo simultaneamente em AM 1.420, pelo prazo de pelo menos 30 dias e posteriormente, devolverá a outorga de Amplitude Modulada ao governo federal.   

Potência 

Com a migração para FM, a emissora irá transmitir em 6 mil watts de potência, com antena de polarização circular de 4 elementos Classe A4.  Em FM, com potência de 6 mil Wattss, a Cultura manterá o seu contorno de serviço, com mais qualidade de recepção, em um raio circular aproximado de 30 KM, a partir de Campos Novos. 

Esse contorno de serviço permitirá transmissão com qualidade de recepção para os municípios de Vargem, Abdon Batista, Ibiam, Erval Velho, Celso Ramos, Anita Garibaldi, Brunópolis, Tangará, Ibicaré, Luzerna, Joaçaba, Lacerdópolis, Zortéa, Capinzal e Ouro, Monte Carlo, Herval D Oeste, Barracão (RS)  entre outros.    

O engenheiro da emissora Alfio Rosin, explica que a frequência 93,9, localizada praticamente no meio do dial e definida pela própria Anatel, facilita a busca da sintonia da Rádio Cultura em FM. Destaca ainda que a polarização circular da nova de antena de FM, de quatro elementos da Rádio Cultura, possibilita maior propagação de som em áreas de obstáculos sonoros.    

A migração para FM está prevista no Decreto número 8.139 de 7 de novembro de 2013 do governo federal e pela Portaria número 127 de 12 de março de 2014. Foi assinada pela Rádio Cultura em 7 de novembro de 2016, com autorização publicada no Diário Oficial da União em 27 de março e posterior apresentação e aprovação do projeto técnico. 

''O que já era bom, agora ainda melhor'', campanha que a emissora realiza deste o reposicionamento da programação em março deste ano, enfatiza a inovação e a qualidade de transmissão. Os novos investimentos em tecnologia representam aproximadamente R$ 200 mil, em pagamento da outorga, equipamentos de estúdio, transmissor e antena.    

Com a migração, a marca CULTURA, agora CULTURA FM 93,9, será fortalecida, ressaltou o Vigário da Congregação Scalabriniana, padre Alexandre Biolchi (CS), coordenador da Rede Scalabriniana de Comunicação, lembrando que além do dial, na Frequência Modulada em 93,9, a Cultura continuará a ser ouvida na internet no portal culturacamposnovos.com.br e no aplicativo móvel Rede Scalabriniana, Rádio Cultura.

A virada simbólica da chave para FM ocorrerá às 10h, na torre de trasmissão da Rádio Cultura, com a presença de autoridades. 

SHOW DA VIRADA  

A grande festa denominada SHOW DA VIRADA CULTURA, em 7 de outubro, na Praça Lauro Müller, será uma data para festejar junto com os ouvintes, anunciantes e autoridades, um dia histórico para a radiodifusão regional, visto que a Rádio Cultura transmite há seis décadas e foi a pioneira em radidifusão no Planatlo Sul Catarinense. 

O SHOW DA VIRADA CULTURA ocorrerá a partir das 14h30, com um show de prêmios e um show de atrações.

Os shows principais serão com Guilherme Beviláqua e padre Fabrício Farias. Também estão confirmadas as presenças de Marcos Moraes; Rafael Fachin, César Heitor, Luiz Maurício e Wilmair, Carina e Valdez, Paulo Devilla e Marina. 

Prêmios 

- Uma viagem para o Santuário Nacional de Aparecida, com acompanhante e hospesagem (em dezembro).   

- Um Micro System personalizado da Cultura. 

- 5 rádios personalizados da Cultura. 

- Kits personalizados da Cultura com Cuias, camisetas, bonés, chaveiros, skeezes, adesivos, canetas, entre outros.    

 

Roseli Rossi Lara - Rede Scalabriniana de Comunicação