A 14ª edição do Projeto Escola no Campo, evento de conscientização e educação ambiental realizado pela Cooperativa Agropecuária Camponovense (Coocam) e a multinacional Syngenta, com apoio da Fundação Abrinq, está acontecendo na região de Campos Novos.

Em 2017 são mais de 500 alunos participantes – de 4º, 5º e 6º ano do Ensino Fundamental de quinze escolas do interior – de sete municípios de abrangência da Coocam.

A 14ª edição iniciou no mês de junho e encerra no mês de novembro. Durante esse período diversas atividades extracurriculares estão sendo feitas pelos alunos com orientação dos profissionais das escolas e a participação dos pais. A iniciativa é voltada para melhorias na saúde, segurança alimentar, agricultura, entre outras áreas.

De acordo com Cristiane Moro, coordenadora do Projeto pela Coocam, as ações estão sendo cumpridas em todas as escolas. Hortas escolares, com plantio de verduras de forma sustentáveis e corretamente ecológicas; palestras, com a participação dos pais e trabalhos em sala de aula, como complemento nas disciplinas curriculares – são exemplos de atividades desempenhadas neste ano.“Notamos que todos os municípios que aceitaram nosso convite para a 14ª edição, abraçaram a causa e estão super dedicados ao Projeto”.  

Em 2017 a Fundação Abrinq reformulou todo o material didático, acrescentando novas temáticas com ênfase nas questões dos direitos e cidadania dos alunos. O Projeto leva educação ambiental de qualidade, abordando temas como sustentabilidade e trabalho infantil. Com auxílio do material didático os alunos estão desenvolvendo atividades práticas e teóricas, refletindo avanços para um mundo melhor e mais sustentável.

 

Dia do Teatro

 

Na semana passada Cristiane Moro, juntamente com a equipe do Grupo Teatral Piliquinha visitaram os municípios participantes do Projeto Escola no Campo, levando para as crianças a peça de teatro "A menina que desenhava". Baseado na obra literária de Márcia Hazin, a peça percorre caminhos de uma cidade em busca de cores e sorrisos. A protagonista do enredo mostra que é possível uma cidade crescer e progredir sem destruir o meio ambiente.

De acordo com a coordenadora do Projeto, o Dia do Teatro é um incentivo aos alunos, mostrando para eles o quanto é importante contribuir com o meio ambiente. “A peça teatral mostrou às crianças o quanto o mundo pode ser mais colorido e mais bonito e, para isso, as boas atitudes e ações conscientes fazem a diferença”, enfatiza.

Cristiane ressalta ainda, sobre a importância do trabalho coletivo, destacando que autoridades dos municípios visitados estão acompanhando o Projeto Escola no Campo. No Dia do Teatro ela pode perceber a grandiosidade e amplitude do Projeto nas comunidades inseridas. “Além dos profissionais e alunos, nós temos a presença de prefeitos, secretárias de educação e representantes de secretarias de agricultura. Estamos vendo que as autoridades apóiam e também notam essa mudança que o projeto leva nas comunidades. Não é um projeto somente de escolas é um projeto de municípios”, orgulha-se.

Na opinião do prefeito de Lebon Régis, Douglas Mello, o Projeto faz a diferença na vida das pessoas do município, especialmente das crianças. “Estamos participando do Projeto desde 2005 e é notável o quanto as pessoas estão mais conscientes da importância da preservação do meio em que vivemos. Parabéns Coocam e Syngenta pelo belo trabalho desenvolvido em nossas comunidades”, disse o prefeito. Em 2017, os municípios de Campos Novos, Celso Ramos, Fraiburgo, Ibiam, Lebon Régis, São Cristovão do Sul e Zortéa estão participando do Projeto.

 

 

 

Fonte: Coocam