Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Meio Ambiente e Clima

Copercampos inicia instalação de usina de energia solar

Copercampos inicia instalação de usina de energia solar

A Copercampos está investindo na geração de energia renovável. No início de outubro, a cooperativa iniciou a construção do seu primeiro Parque Solar na Granja Pinheiros, em Campos Novos. A usina fotovoltaica da cooperativa terá inicialmente, capacidade de geração de 1MW (Megawatt), porém, o projeto da Copercampos é de gerar energia solar de 5MW no parque solar da Granja Pinheiros. Com a instalação em andamento, a obra que conta com 3.024 painéis solares deve ser finalizada já no mês de novembro. A energia produzida na usina fotovoltaica será enviada às linhas de transmissão da concessionária de energia do estado. Com a produção inicial de energia, a Copercampos irá atender o consumo da própria Granja Pinheiros e o excedente no Supermercado Copercampos do Bairro Aparecida, também em Campos Novos.  De acordo com o Presidente da Copercampos Luiz Carlos Chiocca, o objetivo é produzir energia elétrica limpa e sustentável. “Estamos investindo inicialmente R$ 5 milhões na construção desta usina fotovoltaica, diversificando investimentos e principalmente, buscando soluções para reduzir custos de operação em nossas unidades. Nosso objetivo é produzir energia limpa, sustentável e com o menor impacto ao ambiente, tornando a Copercampos ainda mais eficiente em suas atividades”, ressaltou Chiocca. Na construção da usina, a cooperativa deve investir R$ 25 milhões até a finalização do projeto. Chiocca ressalta que a usina de 5 megawatts deve suprir 30% do consumo atual de energia elétrica da Copercampos.   Inova - Projeto que sai do papel O Programa Inova que teve início em julho de 2016 na Copercampos, com o objetivo de fomentar a participação dos profissionais que atuam na cooperativa na geração de inovações e melhorias, utilizando a criatividade para o crescimento e perpetuação da empresa. “O time “Sustentabilidade”, formado pelos funcionários Junior de Oliveira Couto, Ademar Haack, Claudemir Moretto, Jocelino Zanoni, Marcelo Lucas Vieira dos Santos, Odair Pavan e Vanderlei Cordeiro Gonsalves, apresentou o pré-projeto ao comitê de avaliação ainda no ano de 2016. Após debates, foi aprovada a ideia para que o time realizasse estudos mais detalhados sob a instalação da 1° usina de geração de energia solar fotovoltaica da Copercampos, tornando-a a primeira cooperativa no estado em investir neste segmento”, ressaltou o Coordenador do Programa Inova na Copercampos, Cristian Rodrigo Venturin. Luiz Carlos Chiocca destaca que a ideia foi aprovada pelos diretores e conselheiros e atende os critérios de gestão sustentável da cooperativa. “Este é um projeto inovador da Copercampos, com investimento em uma nova área e que ressalta a continuidade do nosso trabalho cooperativista. Parabenizo aos profissionais da Copercampos por ter esta ideia e esperamos que outros funcionários tragam outras sugestões inovadoras à nossa diretoria, pois aqui na cooperativa temos uma gestão participativa”, comentou o Presidente Chiocca. O coordenador de Granjas de Suínos da Copercampos, Junior de Oliveira Couto, um dos participantes do time “Sustentabilidade” do Programa INOVA ressalta os benefícios do projeto de energia solar. “Queremos agradecer a Copercampos, por oportunizar nosso time “Sustentabilidade”, a trazer inovação, adquirir novos conhecimentos e aprendizados. A Energia Solar é limpa, renovável, acessível e rentável”, afirmou Junior.  
A falta de chuvas está trazendo prejuízos para as culturas de inverno

A falta de chuvas está trazendo prejuízos para as culturas de inverno

A falta de chuvas está trazendo prejuízos para as culturas de inverno. O trigo, que está na fase de crescimento, foi prejudicado pela escassez de umidade do ar e do solo, o que deixou as plantas amareladas e com doenças fúngicas. São muitos os efeitos da escassez de chuvas sobre a produção agrícola, e também a pecuária vem sentindo impactos da crise hídrica. Os tratos culturais estão suspensos pela falta de umidade, principalmente a aplicação de herbicidas e fertilizantes. A reportagem da Rádio Cultura, conversou com Engenheiro Agrônomo da Copercampos, Solimar Zotti, que falou sobre as culturas de inverno que sofrem com a estiagem. Segundo Solimar, entre as culturas,  o trigo foi a que mais perdeu área plantada este ano, devido ao aumento do custo de produção e a estagnação do preço do cereal.