A falta de chuvas está trazendo prejuízos para as culturas de inverno. O trigo, que está na fase de crescimento, foi prejudicado pela escassez de umidade do ar e do solo, o que deixou as plantas amareladas e com doenças fúngicas. São muitos os efeitos da escassez de chuvas sobre a produção agrícola, e também a pecuária vem sentindo impactos da crise hídrica. Os tratos culturais estão suspensos pela falta de umidade, principalmente a aplicação de herbicidas e fertilizantes.

A reportagem da Rádio Cultura, conversou com Engenheiro Agrônomo da Copercampos, Solimar Zotti, que falou sobre as culturas de inverno que sofrem com a estiagem.

Segundo Solimar, entre as culturas,  o trigo foi a que mais perdeu área plantada este ano, devido ao aumento do custo de produção e a estagnação do preço do cereal.